Centro de Documentação da II Guerra Mundial “Capitã Altamira Pereira Valadares”

Frente TG e Museu O Centro de Documentação da II Guerra Mundial “Capitã Altamira Pereira Valadares”  constitui um espaço de memória organizado pela Capitã Altamira, enfermeira batataense da Força Expedicionária Brasileira, que desde a sua participação na guerra, se dedicou à coleção de fotografias, documentos, livros e objetos relacionados à história da II Guerra Mundial, para formar um local de pesquisa e documentação em Batatais.

O acervo do Centro de Documentação é composto por fardas e documentos dos 34 pracinhas de Batatais, uniformes de campanha e de gala das enfermeiras, marmitas, cantis, talheres, botas, sapatos, galochas, objetos de primeiros socorros, medalhas, documentosCopia di DSC_0015 e fotografias das enfermeiras e soldados, além de inúmeras fotografias, souvenires e publicações (livros, revistas e jornais) sobre a Segunda Guerra Mundial e a Força Expedicionária Brasileira.
Todo este material constitui uma fonte de pesquisa extensa e muito detalhada sobre este trágico fato histórico mundial, com riqueza de informações contidas nos relatos diários da própria Capitã Altamira e nas milhares de fotografias, grande parte com identificação.

Após sucessivas mudanças do acervo, no dia 10 de junho de 1993, o Centro de Document198-Fação recebeu concessão para a construção de uma sede própria anexa ao Tiro de Guerra TG 02-047.
Construída com os recursos da Capitã Altamira, a sede definitiva do Centro de Documentação foi inaugurada no dia 06 de Maio de 1994. Em Junho de 2001, o Centro de Documentação foi doado para a Prefeitura, que tem a responsabilidade administrativa e o Tiro de Guerra a responsabilidade de guarda e proteção do acervo. Em Março de 2004 a Capitã Altamira faleceu, deixando como sua sucessora cama de campanhaa sobrinha Ivete Pereira Lavagnoli de Montanha que, em parceria com o poder púbico municipal e o Tiro de Guerra de Batatais,
Atualmente, o Centro de Documentação desenvolve projetos de formação de monitores para as visitas direcionadas e a próxima meta é desenvolver um trabalho de educação patrimonial em conjunto com as escolas do município na apropriação do Patrimônio Histórico do Centro de Documentação Histórica – Pesquisa II Guerra Mundial, como fonte primária de conhecimento e aprendizado, a ser utilizado e explorado na educação dos alunos e como instrumento de motivação, individual e coletiva, para a prática da cidadania e o estabelecimento de um diálogo enriquecedor entre as gerações.

HORÁRIO DE VISITAS DE SEGUNDA A DOMINGO MEDIANTE AGENDAMENTO
Telefone para contato: (16) 3761-2642 / (16) 99212 9325