Formação sobre a trajetória do africano em território brasileiro

Aconteceu no dia 24 e março de 2017 na sede da Sociedade Princesa Isabel a formação de educadores da rede municipal de educação sobre a importância da aplicabilidade das Leis 10.639/2003  e 11.645/2008.

O objetivo dessa formação foi desconstruir o imaginário sobre a História da África, proporcionando novos conhecimentos de forma a serem extensivos aos educandos, na perspectiva de colaborar para institucionalizar a implantação das diretrizes nacionais, para a educação das relações étnico-raciais nas escolas municipais.

A formação teve dois momentos, um de sensibilização com uma palestra do Prof. Natanael dos Santos que é escritor, pesquisador e historiador da África focou na trajetória do negro no Brasil e a sua contribuição para a sociedade brasileira, a origem do Continente Africano, os registros que foram negados e a formação da nação africana.

Em seguida, foi proposto três grupos de vivência: a história dos instrumentos africanos de percussão possibilitando a iniciação ao conhecimento e manuseio dos mesmos; sistematização do plantio resgatada através de expressões corporais com coreografias que expressavam alegria e a liberdade do povo africano; aquecimento e técnica vocal, escrita, idiomas e verbalização de vários países do Continente Africano.

Finalizando, houve a junção dos três grupos ressaltando uma nova referência à cultura africana, quebrando paradigmas, abrindo perspectivas para o entendimento crítico das diversidades culturais que se somaram na construção da sociedade brasileira.

Você também pode gostar de...